Tenha fé em você ;D

Boazudas lindas,

 

Eu sei bem o que é olhar para si mesma e pensar: Nossa, meu tempo de realizações já passou. Já não sou tão jovem. Não estou mais na fase de me arriscar.

Mas eu sei também como dói ter um sonho não realizado e, pior, desacreditado.

Esse vídeo lindo vem mostrar pra gente que pra realizar sonho não tem idade máxima. Tem vontade. Tem esperança. Tem fé em nós mesmos.

Espero que mexa com vocês como mexeu comigo.

 

Ps.: Ela tem 80 anos!

 

 

Tá na Moda – Coturnos

Boazudas, lindas, tudo belezinha?

Começando o post mega feliz com mais um coment respondido pela minha linda Camila Coelho do Super Vaidosa – Camilete com orgulho *.*

Pra iniciar os post com as tendências do Outono/ Inverno, escolhi um item que está sendo tão, mas tão usado que estão chamando de “Novo All Star”: os coturnos! Não se assustem babes! Não são aqueles coturnos enormes, gigantes e pesados usados pelos gatíssimos militares. Eles são baseados no desenho desses coturnos militares, mas com uma repaginação fashion.

Confesso que estou amando essa modinha fofa e confortável.

Olhem só:

 

img_2678 coturno-feminino-2012-cano-baixo 420710-6010219711_5_Z 

 

Lindinhos não é?!

Olhem só algumas ideias de como inseri-los nos looks:

coturnos corturnos-cano-baixo

 

 

Gostaram?

Beijos mil :*

 

 

Tô Querendo – Livros

Gatíssimas minhas,

Uma das coisas que quero trazer mais para vocês é minha paixão por livros. Sou louca por tudo que é romance + sexo + diversão (sim, eu leio outras coisas, mas adoro me divertir com leituras leves :D ).

Uma coleção que já li em e-book e agora estou desejando muito em livro físico para ter para sempre comigo é essa aí ó:

117102369_1GG

 

Sinopse
 Primeiro volume de uma trilogia, Peça-me o que quiser, da escritora espanhola Megan Maxwell, é um romance sobre desejo, paixão e erotismo sem limites. Lançada na Espanha em novembro de 2012, a trilogia é um sucesso de vendas no país, aparecendo em todas as listas de mais vendidos. Com tempero latino e uma abordagem excitante, a autora conta a história da secretária espanhola Judith Flores e seu chefe, o alemão Eric Zimmerman, também conhecido como Iceman: um homem muito sério e com os olhos azuis mais intensos e sexies que ela já viu. Recém-chegado ao comando da empresa Müller, antes dirigida por seu pai, Eric tem uma atração instantânea pelo jeito divertido de Judith e exigirá que ela o acompanhe nas viagens de trabalho pela Espanha. Mesmo sabendo que está se metendo numa situação arriscada, a ideia de estar ao lado de Iceman é irresistível. Com ele, a jovem viverá experiências sexuais até então inimagináveis, em um universo de fantasias eróticas pouco convencionais. Conciliando sexo e romantismo na medida exata, Peça-me o que quiser é uma história de amor cheia de encontros e desencontros, na qual os jogos eróticos, o voyeurismo e o desejo de ultrapassar todos os limites do prazer são os grandes protagonistas. – Retirado do site Livraria Saraiva

 

Olhe, se você tem algo de recatada e vergonhosa NÃO LEIA! (risos)

Essa trilogia traz uma garota louca e fascinante, um alemão machista e delicioso e mil aventuras que muitas de nós nunca imaginamos fazer, mas do jeito que a autora coloca no livro até dá uma vontadezinha… rs

E vocês? O que estão lendo?

 

Bjs mil :*

De Volta – mais uma vez :D

Oi boazudinhas lindas!

 

Hello-Im-back

 

Estou de volta mais uma vez e espero que seja para sempre agora!

É cada confusão na vida da gente. Passei esse tempo todo sem internet na minha casa e não tinha como postar. Mas tô cheia de novidades pra vocês!

 

Pra iniciar quero indicar o blog de um a querida: Fernanda Souza. Eu a acompanhava desde Chiquititas – fofa! E agora ela resolveu colocar seus segredinhos de beleza e de vida num blog delicioso de participar.

Dá uma olhadinha lá: Fernanda Souza Blog

 

Logo volto com mais novidades amorecos!

Beijos mil :*

Não tenha tanta pressa meu bem…

preliminares

Homens…Ah! Os homens…

Gente, ultimamente conversando com algumas amigas sobre a vida sexual nossa de cada dia, venho botando reparo num aspecto, eu diria, muito assustador interessante!

É impressionante a quantidade de homens que não fazem a menor idéia do que é, de fato, agradar uma mulher na cama!

To passada!

Na minha exigente modesta opinião, o mundo seria um lugar bem melhor se os homens só adquirissem o direito de ter um “pau” depois de aprender todas as possibilidades eróticas da língua e dos dedos.

Entendam: essa não é uma crítica ao pênis. De forma alguma. Ele é útil, a gente usa e gosta, bastante (quando eu digo bastante eu to falando B-A-S-T-A-N-T-E).

É realmente envaidecedor vê-lo reagindo aos nossos estímulos e se transformando de tímido e assustado em suntuoso e implacável. Aliás, só uma coisa dá mais tesão numa mulher do que causar tesão: ser excitada.

E aqui entram a língua e os dedos. Literalmente!!! Esqueça um pouco seu pênis, por favor. Acredite se quiser, mas não somos uma seqüência de buracos dispostos ao seu bel-prazer (eles também servem ao nosso). E é exatamente assim, bonecas infláveis, que nos sentimos quando não somos devidamente investigadas, quando somos tratadas como pizza fria: COMIDA ÀS PRESSAS.

Temos pele, cabelos, pernas, braços, virilha, uma série sem fim de territórios pouquíssimo explorados pela maioria dos “machos” e, vou te contar, é uma delícia sentir a mão de um homem passando por nossas coxas, ultrapassando a barreira do elástico do sutiã, puxando de leve o cabelo perto do pescoço. Os dedos percorrendo a pele fininha do nosso seio, a língua tocando a orelha etc, etc, etc…

Mais do que o carinho em si, esses gestos traduzem a dedicação, o envolvimento com nosso corpo. E é aí que nos sentimos vistas, exploradas, únicas.

E aí meu amigo, aí nós somos invadidas por uma vontade incontrolável de virarmos a mais competente das devassas, utilizarmos sabiamente sua ereção e fazê-los (e a nós também, claro) gozar feito loucos. O melhor círculo vicioso do mundoooo!

Então me diga, ganhamos os dois, certo?!

Depois de enxergar o universo de possibilidades que o encontro de dois corpos (inteiros) nos reserva, eu juro, é impossível pra mim compreender qual o raciocínio tortuoso que leva um homem a resumir o sexo ao bate-estaca. Sério.

E de jeito nenhum (nenhum mesmo) estou tirando o mérito da penetração, porque, justiça seja feita, é um momento crucial na transa. Se sexo fosse cardápio meu pedido seria o combo número 1: língua + dedos + pênis.

A ausência de qualquer um dos itens causa a mesma sensação de ir ao Mcdonalds e não pedir refrigerante e batata frita: parece que nem estivemos lá. Ser penetrada é crucial, gostoso, íntimo, invasor, impactante.

Mas, se isso fosse suficiente pra satisfazer as mulheres, vocês teriam, há milênios, sido substituídos pelos pepinos.

MULHER QUE SE VIRE: Eles estão pouco se importando com o orgasmo feminino. Se somos assim tão independentes, a gente que se resolva? Se gostamos tanto de dedo e língua, por que não viramos lésbicas? Ora, ora, que imaturo dizer essas besteiras.

Quantos babacas homens andam por aí se vangloriando de serem o tal, menosprezando algumas mulheres, as chamando de frias, ruins de cama e sei lá mais o que, quando eles próprios não fazem a menor idéia do que seja dar prazer, de verdade, a uma mulher.

E tem mais, só um recadinho para os “machões” de plantão: Tem muito homem PREGUIÇOSO por aí! O cara tem preguiça, a verdade é essa! Fica deitado, esparramado na cama, esperando que a mulher faça e desfaça, como se ele fosse o único interessado ali.

E aí fica mais fácil colocar a culpa na menina e sair por aí contando vantagem para os amigos, como se ele fosse a última bolacha do pacote, ao invés de investir numa relação prazerosa pra ambos, onde os detalhes fazem toda a diferença.

Deus me livre de encontrar um cara desses (eu já encontrei, abafa!), porque eu não deixo baixo não, ah meu filho, aqui ajoelhou vai ter que rezar! Se liga!

Amigo, é simples assim, se você transa com a única intenção de botar pra dentro, sugiro que desista dessa coisa chata, repetitiva e reclamona chamada mulher e se entregue sem culpa ao reino vegetal: bananeiras e mamão morno são ótimas opções: macios, molhadinhos, não conversam depois de transar, não pedem pra ficar abraçados, nem questionam seus sentimentos por eles.

Fácil e econômico. A verdade é uma só: homem que não curte preliminares não gosta de mulher, gosta de buraco. Sendo assim, que tal uma noite maravilhosa com uma estonteante mesa de sinuca? Ah meu amor, de boa vai, não tenha tanta pressa….

[E olha, eu não estou generalizando viu! Tem muito homem "delicinha" dando conta do recado por aí, e para esses além dos parabéns, ofereço também meu MUITO OBRIGADA! Rs].

Beijos meus…

:-P

Luana Dreger